Menu
SECRETARIA DE PLANEJAMENTOConselho de Administração define planejamento estratégico do consórcio

Conselho de Administração define planejamento estratégico do consórcio

Renata Neves/Nayara Takahara | Seplan e GAE-MT

Membros do Conselho de Administração do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento do Brasil Central se reuniram na manhã desta terça-feira (19.04), em Cuiabá, para discutir o planejamento estratégico que norteará a autarquia pelos próximos seis anos.

Entre os itens discutidos estão o modelo de governança, a formação do quadro técnico, o orçamento do Consórcio, a visão de futuro para a região Brasil Central e as principais ações que deverão ser realizadas em curto e médio prazo.

Também foram debatidas as prioridades para este e o próximo ano, como a definição do plano integrado de eixos logísticos e infraestrutura, os primeiros projetos a serem desenvolvidos pelo Consórcio - dentre os quais se destacam o programa de tutoria pedagógica da Fundação Itaú Social a ser desenvolvido nas escolas estaduais; a promoção de uma reforma legislativa para regulamentar a celebração de contratos de gestão com organizações sociais para a saúde; a criação da Rede Brasil Central de Educação Agrotécnica e estratégias para o fortalecimento da exportação dos estados membros.

Os secretários de Planejamento, Marco Marrafon, e de Assuntos Estratégicos, Gustavo de Oliveira, integram os conselhos de Administração e Consultivo do Consórcio, respectivamente.

“Uma das questões fundamentais para que tudo isso desse certo desde o começo foi o apoio dos governadores. É gratificante ver a integração dos estados e como isso tem resultado na concretização dos trabalhos”, ressaltou Marrafon.

Os encaminhamentos feitos pelo Conselho de Administração serão avaliados e aprovados pelos governadores dos cinco estados e o Distrito Federal que compõem o Consórcio – Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Distrito Federal, Tocantins e Rondônia - durante assembleia geral que será realizada ainda nesta terça, às 19h.

“Mesmo com pouco tempo de fundação, o Consórcio já começa a consolidar resultados e apresentar projetos. Embora a crise pela qual o país atravessa não esteja na pauta, o tema será abordado na reunião com os governadores. Acreditamos que o Consórcio pode ser uma ferramenta de enfrentamento à essa situação”, destacou Oliveira.

Go to top
Desenvolvimento Web: Wladimir da Silva Capelão - Analista Administrativo/TI - SEPLAN-MT.